00:00:00
21 Apr

“Seguro viagem deveria ter a mesma importância que seguro de carro”, afirma CEO da Coris

3 de abril de 2024
100 Visualizações

Com o aumento previsto de 11% na procura por seguro de automóvel em 2024, impulsionado pelo cenário de criminalidade no Brasil e pela diminuição da taxa básica de juros, o financiamento de veículos se torna mais acessível para os consumidores. Segundo a ANFAVEA, a produção de veículos automotores registrou um aumento de 24,3% em fevereiro em comparação a janeiro. No entanto, a Coris, referência em assistência e seguro viagem, destaca a importância de reavaliar as prioridades financeiras quando se trata de proteção.

“É inegável que os brasileiros têm um grande apreço por carros e estão dispostos a investir em seguros para protegê-los. No entanto, reconhecer que o seguro viagem deveria ter a mesma importância que seguro de carro, se não mais, é muito importante. Além disso, se tem uma coisa que brasileiro também gosta é de viajar”, afirma Luiz Gustavo, CEO da Coris.

Embora muitos optem por economizar ao viajar sem contratar um seguro específico, a realidade é que imprevistos podem ocorrer a qualquer momento, especialmente em território estrangeiro, tornando-se não apenas uma proteção financeira, mas também uma garantia de tranquilidade em situações de emergência, incluindo os plus reason (impeditivos para a pessoa viajar). Com aproximadamente 1,5 mil clientes sendo atendidos todos os meses em sua central e tendo quase 500 mil segurados ao ano, a Coris tem a expectativa de crescer 15% neste ano.

“Quando você está em uma cidade, ou país estrangeiro e se depara com uma emergência médica, acidente ou até mesmo o extravio de bagagem, as consequências podem ser muito mais graves do que as resultantes de uma batida de carro. Além disso, a barreira do idioma e a valorização das moedas amplificam o desafio”, explica Luiz Gustavo.

Um aspecto importante a ser considerado é a natureza diferente dos dois tipos de seguro. Enquanto o seguro de carro é frequentemente contratado anualmente, com uma média de R$4.627,13 para o público masculino e R$2.371,30 para o feminino, o seguro de viagem é sazonal e custa em média R$ 300 para uma viagem de 10 dias. Além disso, os custos médicos em uma emergência podem sobressair o valor total de um carro popular. “Essa discrepância pode levar muitos a subestimar a importância, mas reconhecer sua relevância em proteger não apenas bens materiais, mas também a vida e as finanças, é crucial. No último ano, chegamos a atender sinistros de USD 500 mil”, finaliza o CEO.

Bendita Imagem

You may be interested

Nota de pesar
Luto no Setor
66 Vizualizações
Luto no Setor
66 Vizualizações

Nota de pesar

Publicação - 19 de abril de 2024

Com profundo pesar que comunicamos o falecimento de nosso vice-presidente, Sérgio Casagrande, ocorrido nesta sexta-feira (19/04/24), na cidade de São Paulo.O velório acontecerá amanhã (20/04) das 10h…

Setor segurador apresenta propostas para desastres naturais
CNseg
87 Vizualizações
CNseg
87 Vizualizações

Setor segurador apresenta propostas para desastres naturais

Publicação - 19 de abril de 2024

As mudanças climáticas provocam perdas econômicas cada vez mais assustadoras em todo o mundo e é certo que vão se agravar nos próximos anos. As catástrofes naturais…

Evento marca lançamento da Semana Municipal do Seguro
Sindsegnne
79 Vizualizações
Sindsegnne
79 Vizualizações

Evento marca lançamento da Semana Municipal do Seguro

Publicação - 19 de abril de 2024

Na próxima quinta-feira, dia 25 de abril, às 18h30, acontece o lançamento oficial da Semana Municipal do Seguro, realizado em sessão solene no plenário Érico Hackradt, na…

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais desta categoria

WordPress Video Lightbox Plugin