00:00:00
26 May

Mercado de Capitalização cresceu 8,45% até junho

12 de agosto de 2021
140 Visualizações

Apesar do período ainda desafiador para os negócios, em razão do impacto econômico provocado pela pandemia na renda dos brasileiros, o setor de Capitalização não perdeu fôlego e encerrou o primeiro semestre do ano com receitas que totalizaram R$ 11,6 bilhões. O crescimento foi de 8,45% sobre o mesmo período de 2020, de acordo com os números apurados pela FenaCap (Federação Nacional de Capitalização).
Outro ponto importante verificado foi o aumento nos recursos pagos em sorteios, cujo montante superou R$ 633 milhões, alta de 3% em relação ao registrado de janeiro a junho de 2020.

Os títulos tradicionais de Capitalização continuam liderando as vendas, com 71% da arrecadação, seguidos pela modalidade de Instrumento de Garantia (13%), de Filantropia Premiável (12%). As modalidades de Incentivo e Popular somam o percentual restante. Destaque para a modalidade Filantropia Premiável, que apresentou alta de 95%, em comparação a igual semestre do ano anterior.

“O propósito do setor de preservar o mercado foi alcançado. Os resgates se mantiveram estáveis, o que mostra que as pessoas utilizam a capitalização como um instrumento de geração de reserva de emergência”, explica o presidente da FenaCap, Marcelo Farinha. “Este período também abriu espaço para que outros produtos fossem colocados à disposição do consumidor por meio de novos canais de distribuição e venda. O período de distanciamento serviu como um laboratório de testes para ações de inovação que agora passam a fazer parte do dia a dia das empresas associadas”, diz ele.

No caso dos produtos de Filantropia Premiável, o aumento pode ser justificado por dois caminhos: o boom de lives de diversos artistas, que utilizaram soluções de sorteios para atrair os fãs, e também uma empatia maior da população com as causas sociais, dado o período de pandemia.

Nos títulos de Filantropia Premiável, o consumidor cede o direito de resgate de sua reserva para uma instituição previamente credenciada pelas empresas de Capitalização, permanecendo com o direito de concorrer a prêmios. De janeiro a junho deste ano, esses produtos contribuíram com um apoio de mais de R$ 558 milhões às entidades filantrópicas.

Por regiões, o Sudeste manteve a liderança na receita da comercialização de títulos, com 58% dos negócios realizados em seus estados, seguido pelo Sul (19%), Nordeste (10%), Centro-Oeste (9%) e Norte (4%). Isso garante ao segmento presença em todo o território nacional.

Danthi Comunicações

You may be interested

MAG  patrocina edição do Brasesul e leva suas soluções aos corretores
MAG Seguros
13 Vizualizações
MAG Seguros
13 Vizualizações

MAG patrocina edição do Brasesul e leva suas soluções aos corretores

Publicação - 25 de maio de 2022

A MAG Seguros, companhia especializada em seguro de vida e previdência mais longeva do país com 185 anos de atuação ininterrupta, estará presente no Congresso Sul Brasileiro…

Howden Harmonia reúne líderes da América Latina em Conferência na Bahia
Interesse Mercado
17 Vizualizações
Interesse Mercado
17 Vizualizações

Howden Harmonia reúne líderes da América Latina em Conferência na Bahia

Publicação - 25 de maio de 2022

A Howden Harmonia Corretora de Seguros realizou, entre 15 e 19 de maio, a Conferência Howden Latam, reunindo executivos e lideranças na Costa do Sauípe, na Bahia.…

CVG-SP completa 41 anos com visão estratégica para o futuro
CVG-SP
16 Vizualizações
CVG-SP
16 Vizualizações

CVG-SP completa 41 anos com visão estratégica para o futuro

Publicação - 25 de maio de 2022

Reconhecido como um dos principais formadores de profissionais para o mercado de seguro de pessoas e grande disseminador das bases técnicas do ramo, o Clube Vida em…

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais desta categoria

WordPress Video Lightbox Plugin